Imitando os Grandes Players Ações Opções Análise Técnica Investimentos Bovespa: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Imitando os Grandes Players

Professor Metafix

Imitando os Grandes Players

             Sabemos que mais de 65 por cento das ações na bolsa permanecem apenas fração de segundos com os investidores. Isto porque os grandes especuladores, além de usar computadores velozes para entrar e sair das operações trabalham com programação que tenta captar a direção do mercado durante períodos bem curtos. Eles sabem que é impossível prever o futuro, e procuram acertar os pequenos movimentos de forma quase aleatória.

            Muitos operadores sonham em alcançar o nível de precisão dos grandes players. Com os recursos gráficos disponíveis, e mantidas as devidas proporções, podemos obter resultados iguais ou melhores do que aqueles alcançados por esses aplicadores. Temos poder cognitivo que as máquinas não têm. A melhor máquina de pensar é a cabeça.

            Existem algumas maneiras de nos aproximar das grandes operadoras: Precisamos encurtar o tempo das jogadas; aumentar o volume aplicado por operação e utilizar um técnica simples, como o alinhamento que não depende de algoritmo ou programação, mas apenas do poder cognitivo do próprio operador. Esse último ponto é importante porque, em se tratando de probabilidade sem parâmetros definidos, acredito que o poder de discernimento humano supera qualquer mecanismo artificial.

            Programar o imprevisível ou aleatório é, por definição, impossível. E quanto mais amplo for o horizonte, mais imprevisíveis serão os eventos futuros. Portanto, quanto mais curtas as jogadas, menor o risco de se errar. É por isso que os grandes especuladores utilizam jogadas curtas e empregam alto volume de negócios para compensar o pequeno ganho por jogada. Os bons resultados não resultam da programação, mas do tempo escolhido pra operar.

            O alinhamento automático também funciona muito bem com jogadas bem curtas e dá a faculdade ao operador sair da jogada antes das perdas aumentarem além do tolerável. O tempo curto favorece o operador e elimina o medo de operar. Os gráficos das plataformas permitem muitas jogadas durante o pregão diário das bolsas.

             Nesta nota vamos analisar como num dia de operação o investidor pode aumentar os ganhos num montante que daria inveja a qualquer robot dos “High frequence traders” – jogadores de alta frequência.

            Usaremos um gráfico da ação (ADS) da Vale do dia 21 de maio. O gráfico é de minutos durante um dia de operação; e foi copiado da plataforma Thinkorswim da TDAmeritrade. Usei uma média móvel exponencial de 30 barras e dois estocásticos.      Usei dois estocásticos longos de (20, 20) e de (60, 60) para transformar a imagem mais atraente visualmente. E, para melhorar o visual, dividi o gráfico em duas partes; de 9:00 às 12:30 de 12:30 até às 15 horas, horário de Chicago.

            Examinando os gráficos, podemos ver que poderíamos ter comprado e vendido várias vezes obtendo bons lucros. Os pontos de entradas e saídas estão marcados com uma barra vertical e correspondem aos fundos e topos dos estocásticos.   

            O estocástico curto é o de cor vermelha, e o longo é o de cor verde. A regra é entrar comprando depois que o estocástico vermelho cruza o verde pra cima, e sair quando o vermelho cruza o verde pra baixo ou ainda entrar em qualquer fundo e sair no topo quando um dos estocásticos atingir um ponto máximo.

  

            Notem que, o operador poderia ter entrado comprando três vezes pela manhã (gráfico superior) e uma no período da tarde (gráfico inferior). Houve outras inflexões, mas, como contrariavam a tendência, não foram aproveitadas. Como a tendência é claramente de alta, o aplicador só deveria entrar comprando.

            O sistema é flexível e permite outras opções. Todas são corretas desde que obedeça a tendência. Por exemplo, o operador poderia ter escolhido, para se orientar apenas pelo estocástico maior. Neste caso, teria entrado duas vezes e saído com um lucro aproximado de 400 dólares, o equivalente a 2,5% por mil ações. Existem outros aspectos que deixaremos pra depois. Certo é que essas oportunidades não seriam visíveis usando outra metodologia e nem seria tão tranquila como acabamos de demonstrar.

Boa Sorte!
Prof. Metafix

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Cláudio comentou:

Olá Metafix!

Muito bom o artigo "Imitando os Grandes Players", já tenho usado sua estrategia de alinhamento automático. Gostaria de pedi-lo que publicasse também vídeos demonstrando suas estratégias de operações. Parabéns pelos edificantes artigos.


Lázaro A Siqueira comentou:

Olá Prof. Metafix!
Tenho aprendido muito com a leitura dos seus artigos, mas ainda restam dúvidas com relação aos valores dos estocásticos a serem utilizados em determinados tempos gráficos. Por exemplo: para operar PETR4 nos gráficos de 5 e 15 minutos, quais os valores dos estocásticos a serem utilizados em cada um deles?
Ficarei muito grato se puder me responder.
Um abraço!


 
Publicidade

Relação das empresas com aumento de volume significativo.

Quem nunca se enganou lendo gráficos de ações ou de outros ativos financeiros, levante as mãos! Enganamo-nos pelo desejo de encurtar caminho. Esse comportamento faz parte da luta inexorável para melhorar a vida o mais rápido possível, mas cometemos erros. A tentativa dos grafistas para inventar padrões gráficos em busca de significados diferentes faz parte dessa...

Relutamos na hora de escolher uma ação porque existe um conflito mental e natural entre o útil (necessidade) e o agradável (o prazer). O cerne da solução é conciliar os desejos emocionais de tal modo que não contrariem a racionalidade financeira...

Aproveito a oportunidade para esclarecer que o alinhamento automático serve pra mostrar com mais clareza a direção do mercado...

Quem opera o mercado financeiro e usa gráficos para analisar ativos, sabe como é frustrante determinar a direção dos preços. A confusão emana do desejo de examinar os gráficos em diferentes períodos. Sabemos que um gráfico visto com velas de um determinado tempo, pode indicar uma direção diferente daquela com velas de outro período...