Para Onde Foram Todas as Flores

Professor Metafix

Nos anos sessenta, a música, Para onde foram todas as flores, tornou-se muito popular aqui nos Estados Unidos, especialmente nas universidades onde se cantava nos protestos contra a guerra do Vietnã. Essa música foi composta por Peter Seegers, e interpretada por muitos artistas desde o primeiro lançamento. Meu comportamento e de alguns dos meus colegas traders fazem lembrar da última linha dessa canção, que diz: Oh, when they will ever learn. Isto é, quando vamos aprender a respeitar a tendência como recomendava Charles Dow. 

Dow dizia, the trend is your friend. Era uma recomendação forte que indiretamente indicava que não se deve lutar contra os números. Infelizmente, esqueço da recomendação e vejo também muitos colegas perdidos no emaranhado de velas e médias móveis, procurando o santo graal das jogadas lucrativas, mas ignoramos a amizade da tendência. 

Temos excelentes grafistas fazendo análises bem feitas e corretas sobre o comportamento dos preços baseando-se no que já passou, claro! Todavia, os especialistas e estudiosos afirmam que não podemos prever o futuro baseando-se no passado. O poeta, T. S, Eliot, dizia que o futuro é uma sombra, e  o economista e escritor John K. Galbraith afirmou que, só existem dois tipos de profetas: os que não sabem e os que sabem que não sabem. 

Portanto, não sabemos para onde os preços vão, mas sabemos que depois de uma ação vem uma retração e vice versa. Destarte, recomenda-se apostar nas mudanças futuras baseando-se na força atual dos movimentos dos preços. A tendência é a força mais próxima de um profecia que qualquer um pode interpretar sem ser ungido pelos oráculos. Todavia, temos que ter disciplina, aprender e ler corretamente os movimentos ou ondas formadas pelos preços. 

Infelizmente, não podemos evitar a especulação sobre o que vai acontecer no futuro próximo, e pouco nos interessa saber o que já passou a não ser para identificar a direção geral dos preços a partir dos dados atuais e mais recentes que formam a tendência. Oh, quando finalmente vamos aprender? Para acertar precisamos entender e obedecer a direção geral dos preços. Mesmo assim, não vamos identificar a direção dos preços e as constantes variações, aplicando padrões gráficos ou apenas seguindo as médias e osciladores por mais importantes que sejam. Os osciladores ajudam a identificar os limites das mudanças, mas não resolvem o problema do comportamento inocentemente rebelde dos que ignoram a tendência.

 A solução mais lógica para domar a rebeldia, seria respeitar e aproveitar as ondulações que são congruentes com a tendência. Estas podem ser identificadas pelos suportes e resistências que se formam ao longo da própria tendência depois das ondas de alta e baixa. Comprar nos suportes e vender nas resistências é uma prática que sedimenta o bom costume, o de se operar corretamente, sem trauma e sem medo dos riscos. Boa sorte!

Prof. Metafix, Wisconsin, 23 de novembro de 2021.

 1. Where all the flowers gone por Peter Seegers, 1955
 2. Oh, quando eles finalmente vão aprender.
 3. The trend is your friend.
Professor Metafix

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próximo Post

Na reta final de um ano de altas e baixas, se preparando para um ano eleitoral

E o Rally de fim de ano, será que vem? Mercados entrando na reta final de 2021, um ano de altos e baixos, um ano pré-eleitoral. Felipe Fiuza Ações Magazine Luiza vem de forte tendência de baixa primária, secundária e terciária (com as médias móveis de 9, 20 e 200 descendentes). […]
 data-srcset data-srcset