Mercado estressado com pedências domésticas em semana mais curta.

TradingView

Em meio à feriados e incertezas domésticas, mercado doméstico reage bem ao FOMC mas ainda tem pendências internas. As resoluções políticas são fundamentais para garantir o ânimo do mercado. Confira estudos dos analistas do TradingView.

Shima Trader

Ações Magazine Luiza olhando desde um pouco mais para trás temos a região de T1 (topo) por Novembro/2020 seguido de uma forte barra de baixa, semanas de movimentos fracos perdendo a LTA que até então vinha guiando o papel.

Uma tentativa de retomada da tendência de alta no começo deste ano (2021) sendo então rejeitada fortemente em meados de Março/21, dando início então à nossa atual tendência de baixa oficialmente.

Temos agora em curso a correção do espelhamento desse último movimento de alta mais recente que foi do final de Mai/21 até meados de Jul/21, onde o papel foi testar o topo anterior e foi rejeitado na compra com forte predominância dos vendedores e o papel se aproximando do segundo alvo na região dos 9,55 e depois o terceiro e último alvo deste espelhamento na região dos 7,44 o fundo covid. (Análises Magalu).

Filipe Ramos

Na minha análise, Petrobras topou 5 ondas e vai corrigir forte. Essa análise conflui com a iminente interferência na política de preços da empresa. Digo iminente pois o presidente Jair Bolsonaro deu declarações nesse sentido e os preços de combustível estão muito estressados.

Alvo mínimo é 21.67R$ mas o mercado pode degringolar mais (mas eu não tenho ideia da profundidade da correção). Outros alvos mais profundos estão mostrados. (Mais de Petrobras).

Macd Bollinger

Passar por provações faz parte do bom aprendizado, ainda mais, quando se tem lojas espalhadas por todo Brasil e um e-commerce recém atualizado, essa é a vida da VIIA3 no atual momento.

Após tocar na “super barreira” chamada da média longa e começar a trabalhar abaixo das médias curtas (linhas vermelha e azul), o destino final da empresa, sendo o mais sensato possível, deveria ser o fundo anterior, em R$10,90, devido a formação de um “topo duplo” na média longa, mas, nem esse fundo foi o suficiente para segurar os “Ursos”, aliado a isso tudo, tivemos formação de um pivô de baixa em 26/07, onde vários alvos da FIBO foram atingidos e um desses alvos é o “Duplo Áureo Finonático”, um setup que estou desenvolvendo para compra e venda de ativos.

Ao atingir o “Duplo Áureo” na região 3.276 da FIBO, pude perceber que essa faixa é de grande relevância, pois temos bem ai, em $6,15/6,50, uma pequena consolidação dos preços no gráfico semanal, dada após a hecatombe global da pandemia, o que pode ser um ponto interessante de parada para as quedas. (Ideias para ações Via Varejo).

Sandro Dias

BDRs são valores mobiliários emitidos no Brasil e assegurados por custódia de ações em solo estrangeiro. Você, quando compra esses títulos, tem a conveniência de não precisar gastar com taxas para comprar e enviar dinheiro ao estrangeiro, nem precisa manter contas lá. Outra vantagem é a diversificação do risco em dólar e em outro país.

Quem compra todo ano Microsoft está bem em matéria de investimento (só sobe!). É um ativo fortíssimo, se pegar abaixo de R$70,00 é um belo investimento a longo prazo, para se aposentar.

Fez várias correções na mme9 e nem chega na mma21(!!!), fazendo vários setups de Larry Williams (9.3 e 9.2): quem é paciente espere a volta deles. (Veja a análise na íntegra).

Grafistas

Eu classifico a tendência em três níveis: tendência (normal), super tendência e hiper tendência. A referência para que possamos identificar qual está ocorrendo são três médias móveis aritméticas de 3, 8 e 20 períodos.

Quando os preços fazem correção na MMA 20 (média amarela) eu chamo de tendência. Quando fazem correção na MMA 8 (média azul) eu chamo de super tendência, e quando corrigem na MMA 3 (média branca) eu chamo de hiper tendência.

No gráfico acima temos as ações da TESLA em hiper tendência de alta. Isso é algo muito raro de acontecer. No DMI (indicador abaixo) temos as médias DI+ (verde) e DI- (vermelho). Quando o DI+ está acima do DI- temos tendência de alta. A média branca dentro do DMI é o ADX , que indica a força da tendência. O nível mínimo do ADX para efetuarmos um trade é 30. Veja que no gráfico diário (esquerda) está acima de 80. Um nível absurdamente alto.

Só que temos um problema: quanto mais forte a tendência, maior o potencial de queda quando os preços fizerem uma correção. Porque a alta está ocorrendo por conta de uma euforia muito grande. E quando os preços caem para corrigir, a maoiria acha que é reversão e saem do papel aumentando ainda mais a queda.

Até onde vai a hiper tendência de TSLA stock? Não dá para saber. Mas sugiro que opere pelo gráfico de 60 minutos, onde os stops e alvos são mais curtos. Entrar num papel com os preços tão distantes das médias pode ser fatal para seu patrimônio. (Mais sobre a Tesla).

Disclaimer: As análises aqui apresentadas são apenas estudos. Elas não são recomendações de investimento, nem de compra nem de venda, tampouco refletem a opinião do veículo de mídia na qual estão sendo divulgadas. São estudos direcionados a pessoas com conhecimento e experiência no mercado financeiro.

Nossos Autores: Kleber ShimabukuFilipe RamosMACD_BollingerSandro Dias e Grafistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Próximo Post

Paciência e Inércia

O que trouxe dinheiro grande…foi…a capacidade de esperar. Jesse Livermore O sucesso nos negócios e na vida depende das decisões que tomamos, mas todos sabem disso. Não há necessidade de repetir frases corriqueiras para explicar o óbvio. Todavia, decisões do tipo comprar e vender ativos no mercado financeiro não são, […]
NULLNULL