Encurtando o Caminho na bolsa de valores

Professor Metafix

Parafraseando Thomas Carlyle, podemos dizer que o trabalho do day trader, não é de antecipar o que estar distante, mas ver com clareza o que se encontra mais próximo. Assim, para compensar os prejuízos das experiências que estou fazendo no mini indice, decidi trabalhar com um alinhamento muito simples nos índices futuros da bolsa, CME (Chicago Mercantile Exchange). Tentei encurtar o caminho. Operei alinhando apenas dois intervalos gráficos, 15 minutos 1 um minuto. Uma maneira simples para me entreter como day trader e tirar alguns trocados do mercado sem me preocupar com o futuro. Posso dizer que dá para se viver muito bem sem muito esforço, basta ter paciência pra esperar obedecer os topos e fundos que são congruentes.

Como o preço ou valores, em cada instrumento financeiro, tem comportamentos diferentes, seria importante testar o esquema que vou apresentar no mini índice da BVMF, para ver se ele funciona tão bem como funciona nas ações e índice dos mercados americanos.

Antes devemos notar que um dos elementos mais importantes, quando lidamos com gráficos no mercado financeiro, tem pouco a ver com o comportamento dos preços, e mais com a técnica de apresentar dados históricos, especialmente os de valores randômicos como os preços no mercado financeiro.

Sabemos que os gráficos só podem plotar os preços quando o sistema terminar de calcular as mudanças que ocorrem no fim de cada período sob análise. Por exemplo, gráficos de uma hora não mostram a variação de preço no intra horário,  mas o que acontece no inter horário. Assim com o gráfico de uma hora não podemos aproveitar a mudança de preço dentro desse intervalo, mas só depois que a mudança se encerra. Por isso, os gráficos de intervalos longos escondem mudanças importantes que ocorrem nos períodos menores.

Destarte, quanto maior for o período de análise mais distante ficamos do que passou e mais difícil fica de prever o que ainda não aconteceu. Com as variações longas, só podemos adivinhar o futuro distante, mas à medida que encurtamos os intervalos, podemos ver com mais clareza o que pode acontecer logo em seguida. Isto acontece porque os ciclos são simétricos, uma ação gera uma reação.

Os movimentos de preços também são proporcionais aos intervalos que analisamos. Assim, as ondas de uma hora demoram muitas horas para terminar, mas as ondas de minutos levam apenas alguns minutos para completar o ciclo. Trabalhando com ciclos curtos congruentes e dentro dos ciclos longos, podemos aproveitar com menos riscos as mudanças de curto prazo e repetir os ganhos com mais frequência. O alinhamento correto elimina as chances de perdas e aumenta as oportunidades de se ganhar muito mais porque, além de se acertamos mais, evitamos os prejuízos das constantes retrações de preço que ocorrem em todos os movimentos. Boa Sorte.

Prof. Metafix, Wisconsin, 19 de novembro de 2021.

Professor Metafix
Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próximo Post

Semana mais curta mas com muitos indicadores financeiros e alta expectativa

Semana com dados de inflação no Brasil e também reunião de política monetária dos Estados Unidos. Vale lembrar que quinta-feira é feriado nos EUA e a liquidez diminuí, semana mais curta. Felipe Fiuza O ativo vem de tendência de baixa (formação recente da média móvel de 200 períodos logo acima […]
 data-srcset data-srcset