Semana de poucos motivadores econômicos mantiveram mercados laterais

TradingView

Semana de mercado indeciso, ainda na expectativa do Payroll amanha. Confira os estudos dos analistas do TradingView.

GFauth

Após uma massiva entrada de fluxo cambial externo e capitalizações de empresas no exterior, tivemos um resultado de valorização da moeda que chega a ser assustador se olharmos o quanto o mercado caiu desde o último topo. Foram 1047,5 pontos no dólar futuro, é muita coisa.

Porém, eu não vejo essa melhora econômica que sustente ou corrobore com tal melhora no cambio, pois o cambio reflete a confiança no país emissor da moeda além de expectativas futuras de crescimento, tendo em vista a valorização dessa moeda.

A perspectiva de crescimento Brasileira está minada pela taxa de Juros elevadíssima para combater o impacto inflacionário no preço de produtos, bens e serviços causado por escassez exacerbadas pela crise de 2020. Embora os juros altos chame a atenção do investidor estrangeiro, também acende um alerta de que, altos juros em um país diminuí a taxa de crescimento e representa mais risco à operação de carrego.

Para finalizar, uma eventual resolução no conflito do leste Europeu pode trazer as commodities à normalidade, reduzindo a rentabilidade do Brasil, que é o maior beneficiário com o aumento de preços desses produtos. Um arrefecimento imediato na bolsa pode ser esperado, mas principalmente uma saída de capital que buscou neutralidade com o conflito.

Esses três fatores aumentam a pressão no câmbio e faz o real perder força ante o dólar, tanto pela diminuição da perspectiva de crescimento do país, quando pela fuga de capital que veio aproveitar o ciclo de juros e o ciclo de commodities. (Veja a análise na íntegra).

João Paulo Ramos

COPASA segue acima da LTA traçada a partir do fundo de março-2020 (linha de cor branca). As linhas tracejadas de cor amarela representam as faixas de preços R$ 13,08 e RS 13,55 que foram testadas várias vezes no passado, como suporte ou resistência.

Na perda da mínima de hoje (R$ 13,06), além da LTA supracitada, há suportes em R$ 13,28 e R$ 11,33. Próximas resistências em R$ 14,40 / R$ 14,90 / 15,80. (Mais sobre CSMG3).

Shima Trader
Após mais de 3 tentativas frustradas em retomar a tendência de alta a RAIL3 parece estar finalmente conseguindo se livrar da LTB. Com bom volume e barras fortes de alta com fechamentos próximos das máximas já é possível vislumbrar um possível teste de topo na região dos 22,90, onde poderá encontrar grande dificuldade de ultrapassar tal região. (Mais sobre RAIL3).

Ellobiz

AMER- Apesar da valorização dos últimos 8 dias, o preço se mantém dentro do mesmo range de 26,00 a 38,00, poderemos ter uma correção nesta semana, pois o preço já esta bem esticado, e considerando a analise do Ibovespa, o gráfico deixou nesta ultima sexta feira um candle de indecisão, meu sentimento é que teremos uma correções.

Não vejo oportunidades de compra neste papel, seria um papel que eu aguardaria ele perder R$ 38,00, deixando o preço por cima da media de 200MA (cor branca), para caracterizar uma compra e possível formação de tendência de alta. (Veja o gráfico dinâmcio).

Disclaimer: As análises aqui apresentadas são apenas estudos. Elas não são recomendações de investimento, nem de compra nem de venda, tampouco refletem a opinião do veículo de mídia na qual estão sendo divulgadas. São estudos direcionados a pessoas com conhecimento e experiência no mercado financeiro.

Nossos Autores: Gabriel FauthJoão Paulo RamosKleber Shimabuku e Ellobiz.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Próximo Post

Semana de atenção — Varejo volta a reagir mas bancos arrefecem

Semana de poucos drivers, mercado de varejo volta a reagir com otimismo, enquanto setor de Petróleo e Bancário vem arrefecendo. Confira os analistas do TradingVIew. Barbeiro Investidor No topo das mais negociadas, uma das queridinhas do mercado, ações Magazine Luiza sofreram um grande impacto tanto nos resultados quanto na cotação. Eis o motivo de […]
 loading loading