IBOV, Dólar, WEGE e OIBR

Coluna TradingView

Quinta-feira vermelha. Bolsas globais todas em baixa e não diferente o Ibovespa. Dólar permanece lateralizado e ações em baixa. Confira o que pensam os analistas do TradingView.

Marcelo Torres

Ontem rolou uma realização no estilo MacGyver (para os mais novinhos, peça ajuda aos universitários doutores sobre esse cidadão), ou seja, quando você achava que estava tudo perdido, uma notícia pífia de teste de vacina fez os mercados reverterem e subirem. Isso não passou de uma jogada de mestre, onde depois de uma forte realização no Ibovespa, para aliviar o estresse da alta , lançam luz sobre uma notícia pouco significante e o mercado acha a solução para os males do mundo (entendem porque atores e atrizes de Hollywood ficam famosos, né? Ah mídia bem-dita). Mas os sinais de divergência em mais de um indicador, ainda persistem no 1D do IBOV. (veja o gráfico dinâmico).

Gabriel Fauth

Dólar lateralizado há semanas, entre suporte de 5,32 e resistência de 5,46. O preço tente a ficar batendo e rebatendo nesses pontos até um rompimento. Além desses níveis, temos também um nível de interesse em 5,13, sendo o principal suporte do USDBRL . É um nível de interesse comprador podemos abrir margem para uma caixa de lateralização maior, como vimos nos movimentos passados em Novembro de 2018 e Janeiro de 2019.

A tendência é de alta no Dólar, logo se rompermos topo temos alvo em 5,56 > 5,7 e 5,82. Não penso em muita alta acima disso. Importante observar potencial queda na Ibovespa podendo impulsionar o dólar para valores mais altos.

A perda do fundo em 5,13 pode abrir margem para o preço buscar 4,80 ou até menos dependendo do cenário. Acho um tanto duvidoso por fatores externos ao preço, como inflação (muito abaixo da meta) e taxa de juros baixa. (veja o gráfico dinâmico).

Paulo Tedesco

WEGE3 vem de um rali de alta muito forte e agora vem fazendo candles com corpos pequenos e muitas sombras.
Podemos ver que tem o hiloactivator comprado, médias compradas, tem muito afastamento da mme20 o que pode motivar busca pela média (correção baixista).

Não temos desconfiguração do padrão altista (topos e fundos ascendentes) mas agora parece perder força. Quem sabe engata um novo “punch” de alta , mas agora demonstra perder força. Tem que tomar fôlego para retomar o movimento de alta , quem sabe a correção baixista seja até salutar.

Como disse: WEGE3 está bem esticada. Acredito em correção para tomar esse “fôlego” e retomada, mas ela está bem truncada no momento! Posições compradas considero arriscadas neste momento. (veja o gráfico dinâmico).

Carelli

De forma MACRO podemos notar claramente a tendência de baixa na OIBR3. Em linhas azuis notamos já uma virada do ativo indo romper o canal. Na semana anterior o OIBR3 rompeu o preço de R$1,21 porém logo recuou.

Isso indica uma forte resistência no local ou na região do preço. No momento o ativo está trabalhando abaixo desse valor e fazendo um pullback na linha do canal. (veja o gráfico dinâmico).

Disclaimer: As análises aqui apresentadas são apenas estudos. Elas não são recomendações de investimento, nem de compra nem de venda, tampouco refletem a opinião do veículo de mídia na qual estão sendo divulgadas. São estudos direcionados a pessoas com conhecimento e experiência no mercado financeiro.

Nossos Autores: Marcelo TorresGabriel FauthPaulo C. TedescoCarelli.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próximo Post

Mercado Abre Semana Animado

Bolsas globais e índices com viés muito altista essa semana, retomando a alta próximo do nível de topo pré crise. Dólar abre terça-feira retraindo forte abaixo de 5,30. Confira o ponto de vista dos analistas do TradingView. Gabriel Fauth O Índice industrial americano, Futuros Dow Jones está muito semelhante a diversos gráficos de […]
 data-srcset data-srcset