?Day Trading?

Professor Metafix 6

Quem vive de investimentos e aplicações na bolsa de valores passa pelas dores daquele príncipe e incorre no mesmo risco, o de perder as oportunidades diárias, que o mercado de ação oferece, por falta de decisão. Infelizmente, a probabilidade de se conseguir lucros acima da média atualmente é muito baixa para quem…

A Crise e a Indefinição do Governo

Professor Metafix 2

Essa falta de direção filosófica e a lenta inoperância administrativa, inexoravelmente, avermelham o céu da economia além das fronteiras e abalam até os mais íntimos sentimentos de otimismo que ainda carregamos. Só resta uma resposta; ignora-las e aproveitar as oportunidades oferecidas pela alta volatilidade que ainda marcam o mercado ações…

Os Motivos da Crise

Professor Metafix 1

A psicologia das crises financeiras já é bem conhecida e foi documentada maravilhosamente bem por Charles Mackay na obra prima, ?Extraordinary Popular Delusions and the Madness of Crowds?. Os ciclos de negócios na economia capitalista também são bem conhecidos. Mas o atual é bem diferente porque acontece num…

A Crise e o Preço das Ações

Professor Metafix 2

Aproveito a oportunidade para lançar uma breve discussão sobre os swaps, uma modalidade de aplicação financeira pouco utilizada no Brasil mas que nos afeta diretamente.  Swap significa troca, nesse caso, de  dois ativos com retornos e riscos diferentes. Atualmente esta havendo uma grande reversão dos swaps de moedas que, de forma célere, revela-se bastante nefasta para muitas economias…

Estratégia: Alinhamento Automático

Professor Metafix 14

Quem nunca se enganou lendo gráficos de ações ou de outros ativos financeiros, levante as mãos! Enganamo-nos pelo desejo de encurtar caminho. Esse comportamento faz parte da luta inexorável para melhorar a vida o mais rápido possível, mas cometemos erros. A tentativa dos grafistas para inventar padrões gráficos em busca de significados diferentes faz parte dessa…

O Bêbado e a Economia

Professor Metafix

Aproveito a oportunidade pra traçar alguns paralelos entre a crise financeira e o bêbado. O capitalismo é como um bêbado que não consegue andar em linha reta, e vive num permanente estado de auto negação sobre os efeitos da liquidez. O ébrio, quando não bebe, treme e, quando bebe, exagera e cai. Assim, anda o mercado. A falta de liquidez atualmente é tão forte que …