Publicidade

Orientações de como calcular o imposto de renda para operações em bolsas. Isenções, forma de cálculo, o que é considerado ganho, o que pode ser abatido...

Considero o alinhamento automático a forma mais segura para entender o movimento dos preços das ações. No último artigo desta série prometi que usaria alguns gráficos para ilustrar essa metodologia. Alinhando os movimentos com os gráficos, podemos eliminar as contradições que muitas vezes ocorrem entre os movimentos de preços de períodos diferentes e enganam o operador.

Quem opera o mercado financeiro e usa gráficos para analisar ativos, sabe como é frustrante determinar a direção dos preços. A confusão emana do desejo de examinar os gráficos em diferentes períodos. Sabemos que um gráfico visto com velas de um determinado tempo, pode indicar uma direção diferente daquela com velas de outro período...

Estudo que visa indicar onde estão concentrados os grandes investidores ajudando na direção de posições. Veja a força dos Comprados e Vendidos nas Opções da PETR4

Somos fascinado pelo o sucesso. A força psicológica da vitória é tão grande que exageramos os ganhos e escondemos as perdas nas bolsa de valores e em outros afazeres. Embora a realidade numérica seja outra, pois em todos campos de atividades existem mais perdedores do que ganhadores...

Existe uma discussão acirrada entre aqueles que acreditam que a bolsa de valores é um cassino, e os que acham que não. A verdade é que tanto a bolsa como o cassino são bem parecidos por dois motivos; ambos trabalham com probabilidade, e os dois provocam transferência de renda entre os parceiros de negócio. Entretanto...

Aproveito a oportunidade para esclarecer que o alinhamento automático serve pra mostrar com mais clareza a direção do mercado...

O conteúdo exposto aqui, sejam integrantes do Investmax ou não, são apenas opiniões e não são sugestões e indicações de operações. Cabe a cada um fazer sua análise e tomar suas próprias decisões.


Autor Mensagem
venture

Usuário Preminum

10 posts
25/08/2009 20:47:19

 Acho que é a grande ação do IBOVESPA para esse momento e com grande potencial para dezembro de 2009 (preço-alvo de R$ 40 = potencial de valorização de mais de 46% até dezembro de 2009).

Outros motivos para comprar CMIG4 nesse momento:

1- Nos últimos meses, tem andado na contra-mão do IBOV e como o IBOV parece que deve corrigir bem nos próximos pregões, a CMIG deve subir bem;

2- CMIG deve testar o último topo em torno de 28,70 e arrancar para 31,70, pelo menos;

3- A CMIG4 está sobrevendida, ao contrário da maioria das ações do IBOV;

4- A CMIG4 está defasada com relação às outras elétricas;

5- Seu guidance está sendo revisado para cima (resultados 2009 e 2010);

6- Ótima pagadora de dividendos.


Respostas [ escrever resposta ]
Danilo

Usuário Senior

452 posts
respondido em 26/08/2009 06:12:15

grato pelas dicas venture,

cmig faz tempo que não dou uma olhada, vou aproveitar para dar uma analisada.


hmassa

Novo usuário

1 posts
respondido em 30/08/2009 01:36:11

  Não consigo entender porquê vc acha que ela pode subir, pois a máxima dela foi algo perto de 29,00 ano passado , comparando com outras ações como a própria PETRO QUE ESTEVE PELOS 56,00  Acho que a Cemig pode até com muito sofrimento chegar aos 29,00 mas e obvio só qdo a petro já estiver pelos 50,00  tem mais um detalhe o Barril do Petroleo chegou a valer 150,00 $ e ainda esta nos 75,00 com está importantíssima informação podemos facilmente achar que a petro tem muito a subir,   Em contra partida A energia eletrica vai subir? acho que não pelo menos neste governo. 


Um_Trader

Novo usuário

2 posts
respondido em 01/09/2009 13:32:17

Concordo com a afirmação de que a Cemig é um excelente papel para este ano, pois seus projetos de expansão arrojados com a aquisição de participação em várias empresas de energia elétrica do país faz com que se torne cada vez mais importante no setor, e tudo isso com o fluxo de caixa controlado. Além de ser uma empresa estatal com modelo de gestão de empresa privada, o que é muito importante para os acionistas.