Estratégia com Opções, Quando é melhor usar cada uma delas : análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Estratégia com Opções, Quando é melhor usar cada uma delas

Estratégia com Opções
Qual o momento certo para cada uma

Quem já aprendeu um pouco sobre opções, sabe que existe as chamadas posições ou estratégias com opções, que são as travas, reversões, borboletas, calendar spread, compra a seco, etc. Mas a grande dúvida que surge é quando usar cada uma? Quando cada uma delas pode apresentar vantagens? E como identificar e tirar vantagem dessas situações?

E essa é a finalidade deste artigo: mostrar e ensinar, particularidade operacionais de cada uma; onde e porque em determinadas condições têm-se mais vantagem em realizar cada uma das estratégias com opções. É claro que o objetivo aqui vai muito além de recomendar posições compradas no fundo, se acha que vai subir, ou vendidas no topo... Na verdade muitos alunos do curso avançado questionam o por quê; qual o motivo que por muitas vezes as opções não sobem? Quanto deveriam subir ou por que não caem o que deveriam cair?

Por favor clique aqui para fazer seu login e ler este artigo na integra.
Novo usuário? Clique aqui para fazer seu cadastro gratuito..

Atenção: o conteúdo completo deste Arquivo é exclusivo para Alunos do Curso de Opções.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Caio comentou:

Simplesmente, fantástico.
Parabéns pela matéria.


 
Publicidade

A frase de Charles Dow, “a tendência é tua amiga”, definiu para sempre como se deve operar num mercado de movimentos aleatórios ou incertos. Infelizmente, muitas vezes, a tendência do mercado contraria nosso desejo de operar a qualquer momento, como se o mercado estivesse sempre favorável a nossa pretensão de comprar ou de vender...

Orientações de como calcular o imposto de renda para operações em bolsas. Isenções, forma de cálculo, o que é considerado ganho, o que pode ser abatido...

Jesse Livermore talvez seja o especulador mais conhecido do mercado americano. Muitos especuladores já incorporaram as lições dele porque elas são lógicas e fazem sentido. Com muita paciência ele só entrava na hora certa como uma serpente que sabe dar o bote, mas não sai correndo atrás da presa.

Há uma grande discussão nas universidades que já perdura por algum tempo sobre a racionalidade e a eficiência dos mercados. Os temas são complexos e importantes para quem deseja investir e quer saber se o preço de uma determinada ação está alto ou está baixo...

Considero o alinhamento automático a forma mais segura para entender o movimento dos preços das ações. No último artigo desta série prometi que usaria alguns gráficos para ilustrar essa metodologia. Alinhando os movimentos com os gráficos, podemos eliminar as contradições que muitas vezes ocorrem entre os movimentos de preços de períodos diferentes e enganam o operador.