Ombro-Cabeça-Ombro Invertido : análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Ombro-Cabeça-Ombro Invertido

Ombro-Cabeça-Ombro Invertido (O.C.O.I.)

O que é, como usar e como analisar esse padrão gráfico da análise técnica (análise gráfica).

Na última lição começou-se a abordar a temática dos gráficos padrão. O gráfico analisado foi o gráfico «A cabeça e os ombros». Para este gráfico, tipicamente exemplificativo de um contexto de inversão de tendência, existe o seu simétrico. O gráfico «Cabeça e Ombros invertidos» (OCOI) ocorre numa situação de inversão de tendência em que o título passa de uma zona bearish a uma zona bullish. A cabeça e os ombros correspondem a mínimos da cotação do título. Geralmente, sempre que se atingem esses mínimos, o volume diminui, pois os vendedores não estão na disposição de vender os seus títulos a esse preço.

cabeça ombro cabeça invertido

Após o segundo ombro, quando a cotação do título quebra a linha de pescoço, o volume tipicamente aumenta. Os bulls tomam conta do mercado exercendo uma pressão compradora que leva à alta da cotação do título. O título entra então na zona bullish.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Rafael comentou:

Excelente exemplo, achei muito bom bem explicado pelo menos para um iniciante como eu..

Parabéns..!!!


 
Publicidade

A Bovespa divulga em seu site a volatilidade histórica dos ativos. Entretanto, para facilitar, criamos esta tabela onde é apresentada a volatilidade histórica dos principais ativos, de forma a permitir as comparações entre respectivos períodos e ativos.

Segundo o velho ditado americano, existem vinte maneiras para se esfolar um gato. Na bolsa de valores, existem muitas maneiras para se acertar a direção dos preços, algumas são mais lógica do que outras e todas ajudam a ganhar dinheiro na compra e venda de ações. E para complementar com outro adágio, já que está na moda...

A frase de Charles Dow, “a tendência é tua amiga”, definiu para sempre como se deve operar num mercado de movimentos aleatórios ou incertos. Infelizmente, muitas vezes, a tendência do mercado contraria nosso desejo de operar a qualquer momento, como se o mercado estivesse sempre favorável a nossa pretensão de comprar ou de vender...

Faça simulações, projeções, acompanhe e gerencie operações com opções. Com essa ferramenta você tem total controle sobre suas posições de forma descomplicada e eficiente.

O mercado é tão complexo quanto o gênero humano mas operar nele é tão simples quanto comprar barato e vender caro. Assim mesmo, erramos. Veja como evitar isso...