Protegendo as Ações com Long & Short

Professor Metafix

Protegendo as Ações com Long & Short

Estamos passando por uns dias de alta apreensão; há expectativa, expressa pelos meios de comunicação, de uma recessão na economia americana. É bobagem querer adivinhar o que acontecerá, mas é sábio proteger os investimentos em ações. Todos tipos de seguros e de hedge existem porque ninguém consegue prever o futuro, mas todos temem perder por falta de precaução. E, como a dor da perda é mais intensa do que o prazer dos ganhos, seria interessante evitar essa aflição.

Destarte, a precaução é uma virtude apregoada por filósofos e profetas desde tempos remotos. Apesar dos seguros comerciais existirem desde a idade média, somente no fim do século passado os economistas acordaram para a possibilidades de se proteger as aplicações em renda variável aplicando o princípio de hedge.

Hedge é uma palavra simples que, em Português, significa ´cercado´. As plantações na Inglaterra e alhures são protegidas com cercas, ou hedges para  evitar invasão de animais soltos. Por que não aplicar esse mesmo princípio em nossas ações ou, ainda melhor, por que não operar com hedge? As travas, as opções e o short e long são formas de hedge praticadas pelos grandes fundos de investimentos que, às vezes, são alcunhados como hedge funds.

Para simplificar, recomendo aos meus amigos para protegerem as ações praticando o lançamento coberto de opções ou com operações "long e short". A primeira estratégia, aquela com opções, é amplamente difundida por isso, aproveito pra comentar e ilustrar apenas a segunda alternativa.

O long e short significa, comprar uma ação e simultaneamente vender outra do mesmo ramo. Por exemplo, comprar ações do Banco Itaú e vender do Bradesco ou de outro Banco.  O que acontece? Ora, essas ações pertencem ao um mesmo ramo de negócio, mas podem ter desempenho diferente. Isto é, elas sofrem igualmente as consequências do desempenho da economia, mas não no mesmo ritmo. Quando estamos posicionados nas duas vamos ganhar a diferença de preço. O segredo está em comprar a mais forte e vender a mais fraca quando os preços estão subindo; e vender a mais forte e compra a mais fraca quando os preços estão caindo

Para fazer essa operação, o aplicador deve fazer duas coisas: Primeiro identificar o par de ações que deseja. Use uma plataforma gráfica que trace a diferença de preços. Segundo, tomar emprestado da corretora aquela ação que se deseja fazer o short ou venda. A tarefa fica fácil com ajuda de um gráfico de linha e de um oscilador que ajude a identificar os topos e os fundos da diferença de preço, como veremos na próxima ilustração.

A plataforma que uso na corretora Necton, a Profit One, também serve para indexar o par de ações desejado mas, não consigo extrair o gráfico dela nessa versão. Para efeito de ilustração, vamos indexar traçando a diferença de preço entre a GGB, uma adr da Gerdau, e a adr, SID da Siderúgica Nacional, extraída da plataforma TOS da TD Ameritrade.
A imagem, abaixo, mostra um gráfico com dados semanais da diferença de preço entre essas duas ações. Como dito, o gráfico é da diferença de preço. Depois de indexar as ações, o operador pode usar a diferença de preço como um gráfico qualquer para fazer as aplicações. Para se aproveitar melhor, é necessário operar de forma intermitente; isso requer atenção do operador. Deve-se obedecer de forma incondicional as indicações dos gráficos, como mostra a imagem, abaixo. É possível ver claramente que de janeiro deste ano até junho, surgiram 3 oportunidades de compra e 3 de venda.

Notem que, as ações se comportaram como dois veículos viajando na mesma estrada e na mesma direção, mas alterando a velocidade e se revezando ao longo do percurso. Caso, o operador deseje, pode mudar para um gráfico de período mais longo, por exemplo, de meses, e fazer menos operações ou para um gráfico menor como o diário e fazer mais operações. Claro que quanto maior o montante de operações menor o ganho por operação e maior o ganho total.

 Long and Short

Quais são as vantagens do long e short, então? Primeiro, e a principal, é a de proteger o investimento. Com a compra e venda simultânea, o investidor se protege da queda de preço provocada pela recessão. Segundo, é ganhar de uma forma consistente tanto quando a diferença de preço aumenta, e quando ela diminui. Terceiro é operar com tranquilidade, sabendo que as aplicações estão protegidas por um hedge consistente e forte. Assim, o short e longo substitui com mais tranquilidade os lançamentos de opções cobertas sem limitar a operação com um período definido.

Boa Sorte, Prof-Metafix. Wisconsin, 21 de setembro de 2019.

Indique e Compartilhe: 
Indique para um Amigo: 
Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Deixe seu Comentário: 
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

Aloysio de Oliveira Dias comentou:

Prezado, Boa noite! Sou novo no mercado de ações e só opero ações e com STOP, sempre. Mas aqui pelo Brasil, como é dificil alguém lhe ensinar as coisas, ou mesmo vc pagando a qualidade do conteúdo não lhe dar a devida segurança. Gostaria de comprar opçoes para me proteger, e apesar de não saber opera opções, não sei como poderia aprender tal operação de maneira simples.Como poderia aprender operar Opções, pois os cursos que vejo aqui, muito marketing pessoal e pouca eficácia. Poderia me ajudar? Posso pedir para mesa fazer esta operação para mim?
Att Aloysio Dias - RJ
Obs: Gosto muito do seu site e costumo sempre visitá-lo.


Danilo comentou:

Olá Aloysio Dias,
Primeiramente obrigado por seus comentários e por acessar nosso portal com frequência.
Sua dúvidas são extensas para responder em um comentário, todavia são pertinentes, realmente tem muita gente oferecendo cursos, mtos são só uns videos ou apostilas sem interação. Nosso Curso de opções tem um grande diferencial: é online com 10 horas de atendimento individual com o instrutor, justamente para ajudar da melhor forma cada investidor que certamente possuem diferentes dúvidas e necessidades, além disso tem 60 dias para tirar dúvidas e uso do nosso exclusivo simulador de opções. Se desejar, preencha nosso formulário a aba de cursos sem compromisso e conversaremos para lhe dar mais detalhes.
E sim, esse tipo de operação deve ser solicitada na mesa ou para o seu assessor.