Como investir em Ações na Bolsa de valores (BM&F Bovespa), Opções, Investimentos, Análise Técnica: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Considero o alinhamento automático a forma mais segura para entender o movimento dos preços das ações. No último artigo desta série prometi que usaria alguns gráficos para ilustrar essa metodologia. Alinhando os movimentos com os gráficos, podemos eliminar as contradições que muitas vezes ocorrem entre os movimentos de preços de períodos diferentes e enganam o operador.

Qualquer metodologia deve fazer parte de uma estratégia clara e congruente com as características do operador. Não adianta complicar aquilo que por natureza é simples, veja como elaborar uma estratégia vencedora.

Farei alguns comentários sobre esse tema mostrando porque as economias de um modo geral enfrentam um impasse nunca visto na historia econômica. Depois, e como sempre, farei algumas sugestões que podem ajudar a diminuir o risco de quem negocia com ações e derivados.

Estudos estatísticos mostram que em se aumentando o tamanho da amostra de uma pesquisa, diminui o risco. Quanto maior for o número de ações numa carteira menor o risco dos investimentos. Aproveito a oportunidade para mostrar uma forma alternativa para manejar jogadas de curta duração e diminuir os riscos de perdas maiores.

A recente crise econômica na Europa assustou os investidores e trouxe algumas limitações para quem opera com ações e outros ativos financeiros. As dúvidas sobre o destino do mercado também não param porque a maioria esperava uma recuperação gradual da última crise. Todavia acredito que os preços das ações não deveriam ter subido como subiram até recentemente, mas será que eles cairão ainda mais?

Muita gente que investe em ações na bolsa de valores tem se perguntado o que fazer no momento, qual o melhor posicionamento?

Charles Dow deixou uma mensagem muito importante para quem opera no mercado financeiro com a famosa frase - "the trend is your friend." E, sem medo de contrariar o grande mestre, eu diria que se a tendência é nossa amiga, ela deve ser em todos os tempos gráficos! É nisto que consiste meu método de operação, o alinhamento automático, na qual aproveito este para detalhar um pouco mais este método.

Ricardo Loureiro do Cilp Invest mostra uma operação-alvo com opções de VALE5, acreditando em uma dificuldade do mercado de romper as máximas históricas e ao mesmo tempo havendo espaço para correções de curto prazo sem ainda perder a tendência de alta.

Escrevo esta nota simples com bastante satisfação. Pela primeira vez estou atendendo ao pedido de um leitor para explicar como operar sem perder no mercado de ações. Como Estender a direção dos preços das ações.

Operar ou não operar, eis a questão que atormenta todo investidor. Será que vale a pena investir e sofrer dos reveses traiçoeiros, ou se preparar com técnicas e conhecimentos afiados para conquistar o azar?

Swing trading, é uma forma mais tranquila para se operar o mercado de ações, de futuros (commodities e índices) ou forex do que o Day Trading. Com Swing Trading contempla-se um tempo maior, diminui-se o risco, aumentam-se os lucros...

Há tempos que se fala numa reversão nos preços das ações porque eles estão muito esticados, longe da média histórica e sem suportes no setor produtivo. Entretanto, o mercado pode esticar ainda mais, pois não existe metodologia que acerte com precisão a direção dos preços. Além disso...

Sabemos que a dor da perda é mais intensa do que o prazer dos ganhos. Entretanto, está “comprovado” que não se perde no longo prazo investindo em ações. A “lei” de regressão e a teoria da distribuição binomial corroboram de forma interligada com a última afirmativa. Somos conscientes de que o conhecimento desses fenômenos ou qualquer outro não transforma o investidor, mas pode aliviar as dúvidas e o medo de quem opera...

Calendário Bovespa 2010, mercado de ações, opções, índices, futuros

Já está disponível o calendário interativo do mercado de capitais de 2010 com os pregões na BM&F e Bovespa, com todos os feriados da bolsa e as datas de vencimento de opções e índices.

Aproveito a oportunidade para traçar algumas considerações sobre os riscos da especulação. Existem dois; um do operador e outro do mercado. Este é inevitável. Já falei dele algumas vezes e, inúmeras vezes, do primeiro. Nunca os categorizei mas esta distinção ajuda entender porque erramos. O risco do operador tem a ver com a estratégia, a metodologia, informações e até com os preconceitos pessoais.

 
Publicidade

Estudo que visa indicar onde estão concentrados os grandes investidores ajudando na direção de posições. Veja a força dos Comprados e Vendidos nas Opções da PETR4

Quem opera o mercado financeiro e usa gráficos para analisar ativos, sabe como é frustrante determinar a direção dos preços. A confusão emana do desejo de examinar os gráficos em diferentes períodos. Sabemos que um gráfico visto com velas de um determinado tempo, pode indicar uma direção diferente daquela com velas de outro período...

Para apreciação de alguns e, talvez, irritação de outros, os gráficos e plataformas de operação são instrumentos valiosos para se acompanhar os mercados financeiros. Não consigo me afastar desses instrumentos...

Os governantes das principais economias, por razões políticas, ainda teimam e sonham com um fim benigno da crise que já perdura por mais de 4 anos. Enquanto isso, a maioria dos investidores continua frustrada com a indefinição do mercado de ações. Os que tiveram sucesso com esse tipo de investimento...

Aproveito a oportunidade para lançar uma breve discussão sobre os swaps, uma modalidade de aplicação financeira pouco utilizada no Brasil mas que nos afeta diretamente.  Swap significa troca, nesse caso, de  dois ativos com retornos e riscos diferentes. Atualmente esta havendo uma grande reversão dos swaps de moedas que, de forma célere, revela-se bastante nefasta para muitas economias...