Eliminando Conflitos Entre Movimentos de Preço Análise Técnica Investimentos: análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Eliminando Conflitos Entre Movimentos de Preço

Professor Metafix

Eliminando Conflitos Entre Movimentos de Preço

            Aprendo com meus erros, mas também e me inspiro nos equívocos dos colegas bem humorados. Vejo como poucos prestam atenção aos gráficos ou consultam os fundamentos na hora de comprar uma ação. A falta de uma análise do tipo “top down”, para verificar se os movimentos andam na mesma direção, transforma muitos em vítimas do acaso passageiro. Isso é lamentável, mas aquilo que muitos perdem se transforma em lucros de alguns mais espertos. Pois na bolsa, o melhor amigo é o concorrente mais próximo.

            Não adianta pregar paro o coro da igreja e se deve evitar o óbvio, mas para efeito didático vou repetir um pouco a mensagem do último artigo – Alinhamento, Suportes e Resistências.

            Orientar-se com gráficos para operar sem alinhamento é um equívoco que leva o operador a cair em dois erros: Comprar num suporte falso ou vender numa resistência duvidosa. Segundo, comprar olhando um movimento ascendente de horas e minutos, quando a tendência principal ou semanal ou diária é queda. Porém, o erro mais grave é operar contra a tendência em períodos ainda mais curtos na ânsia de se aproveitar dos pequenos aumentos. Esse desejo é uma temeridade que precipita muitos a entrar tanto na hora imprópria como sair no momento errado.

            Uma tendência incerta eleva o risco das perdas e a frustração de quem opera no dia a dia. Portanto, sem orientação correta dos gráficos seremos enganados pelo acaso e vítimas de nossa percepção. Este é o grande risco de se guiar com imagem plástica que ilustra comportamento de séries temporais. No fundo, a ilusão sobre o que acontece no mercado financeiro é a fonte de todos os erros de quem perde na bolsa. Por outro lado, esses erros são a fonte de ganhos dos que estão no lado certo.

            Por exemplo, pode existir algo mais estranho do que essa fascinação com ações de empresas como Ogx e Petrobrás? Muitos perderam dinheiro comprando ações dentro das pequenas retrações que se formaram na tendência de baixa quando já era claro que os preços estavam caindo. Apesar das perdas serem evidentes, muitos ainda teimam em operar sem se proteger dos sinais falsos. Esses trabalham com esperança e possibilidades e esquecem da probabilidade real.

            Operar na bolsa é tão fascinante que o espírito de aventura conduz as pessoas a esquecerem dos riscos. Elas se sentem valentes; dormem guerreiras e acordam prisioneiras das próprias ilusões. Isto porque a maioria não tem tempo nem desejo de executar uma simples análise dos gráficos. E muitos também não se interessam pelos fundamentos.

            O alinhamento reconhece que dentro de todas as tendências existem retrações. E estas, quando desdobradas em tempos menores, geram outra tendência com suportes e resistências. Esses movimentos podem não andar em sintonia ou podem andar, mas por períodos bem curtos. O perigo de errar aumenta quando não verificamos a sintonia dos movimentos. É mais seguro quando operamos obedecendo às forças maiores que apontam em direção contrária àquela desejada. Não faltam sinais apropriados para se detetar essa incongruência.

            As tendências maiores são movimentos mais duradores do que aqueles que se formam dentro delas. Portanto, é seguro operar com os movimentos menores, desde que eles sejam congruentes com a tendência maior. Assim como esperamos por alinhamentos de opções com ações, porque aquelas são derivadas destas; devemos aguardar os movimentos menores se alinharem com os maiores de onde eles se originam. Isso exige tempo e paciência, mas é melhor esperar e não errar do que se apressar e perder dinheiro por imprudência.

            Oportunidades são como ratinhos que passam ligeiramente pela moita. O sucesso da cobra consiste em esperar a oportunidade passar. A serpente não espera pensando “se”, o ratinho vai passar, mas apenas espera pacientemente pelo momento certo para dá o bote. Ela se preocupa com o tempo porque intuitivamente reconhece que questão não é – se, mas quando. Quem opera inteensmente deve fazer o mesmo. Não precisamos imaginar se existem fundos para comprar ou topos pra vender, mas apenas aguardar pacientemente por essas formações, elas aparecerão inexoravelmente.

            Precisamos reconhecer que os mercados passam por grandes ciclos de negócios. Existem movimentos de alta que duram vários anos. Dentro desses existem retrações que também duram messes ou até anos. Quem entende disso, não devia reclamar quando o mercado cai muito porque os recuos demorados são congruentes com as tendências longas e devem estar dentro da expectativa do investidor. O mercado segue a economia obedecendo ao ciclo de produção e transações. Destarte, seria insensatez comprar ações para o longo prazo quando a economia se encontra em recessão ou em baixo nível de atividade. Neste caso, os fundamentos são muito importante, mas os gráficos são indispensáveis, especialmente, para operações de curto e curtíssimo prazo.

            Destarte, podemos aumentar a frequência das jogadas operando as tendências medidas com velas de intervalos curtíssimos, como horas e até minutos. Neste caso, para não errar, ou entrar em suportes falsos, deve-se orientar com mais de um tempo gráfico. Quem opera no intra diário, pode operar com períodos curtos e se orientar com períodos maiores. Certo é que o objetivo do alinhamento é apresentar uma alternativa e aumentar o grau de segurança de todos os métodos e tempos em que investidor escolher para operar.

Boa Sorte!
Prof. Metafix

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Todos os dia alguém me pergunta se as ações vão subir ou vão cair? Tenho duas respostas para esse tipo de pergunta: uma é irônica, a outra é muito séria. Esta deveria ser a única mas, ai não teria graça! Ninguém quer errar, mesmo quando se antecipa os fatos. Eu também não quero e antecipo os acontecimentos com uma profecia infalível...

Somos fascinado pelo o sucesso. A força psicológica da vitória é tão grande que exageramos os ganhos e escondemos as perdas nas bolsa de valores e em outros afazeres. Embora a realidade numérica seja outra, pois em todos campos de atividades existem mais perdedores do que ganhadores; mesmo assim, não gostamos de lembrar das perdas...

Quem nunca se enganou lendo gráficos de ações ou de outros ativos financeiros, levante as mãos! Enganamo-nos pelo desejo de encurtar caminho. Esse comportamento faz parte da luta inexorável para melhorar a vida o mais rápido possível, mas cometemos erros. A tentativa dos grafistas para inventar padrões gráficos em busca de significados diferentes faz parte dessa...

Existe uma condição atávica, relacionada com a evolução, que se manifesta naquelas decisões que são perigosas, independente de serem boas ou más. Segundo os neurobiólogos, o processo da evolução humana deu prioridade ao desenvolvimento do lado emocional porque, diante do perigo...

Relação das empresas com aumento de volume significativo.