Exemplo de Hedge com opção de compra : análise técnica, como investir na bolsa de valores (Bovespa)

Exemplo de Hedge com opção de compra

Exemplo de Hedge com opção de compra (call)

Imagine um importador com a dívida em dólares de US$500.000,00 para o prazo de três meses. Acompanhando a projeção da cotação do dólar, tem receio de que haja alta na moeda norte-americana. Decide, então, fazer uma operação de hedge com opções de dólar. Portanto, caso haja exercício da opção, fixará o valor de sua dívida em dólares no nível de R$2,31/US$1,00. No mercado, ele encontra uma opção de compra (call) com preço de exercício de R$2.200,00/US$1.000,00 e prêmio de R$110,00/US$1.000,00.

Observação: os contratos de opções de dólar da BM&F são cotados em reais por US$1.000,00. Logo, as cotações devem ser lidas da seguinte forma:
R$2.200,00/US$1.000,00 = R$2,20/US$1,00
R$110,00/US$1.000,00 = R$0,11/US$1,00

Montagem da operação

Primeiro passo: entender seus propósitos, conforme segue.

a) Qual é a dívida do importador?

US$500.000,00.
b) A qual o risco o importador está exposto?
Alta da moeda norte-americana diante do real.

c) Qual foi a decisão do hedger?
Comprar opções de compra (call) com o preço de exercício de R$2,20. Em outras palavras, o importador está disposto a adquirir um seguro que lhe permita fixar o preço da taxa de câmbio em nível confortável.

d) Por que escolheu esse preço de exercício?
O preço de exercício de R$2,20 foi escolhido porque, somado ao prêmio da opção, alcança R$2,31/US$1,00. Este é o máximo que o importador quer desembolsar em reais para comprar dólares.

e) Quantos contratos são necessários para o hedge?
Número de contratos = dívida/50.000,00 = 10 contratos (US$50.000,00 é o tamanho do contrato-padrão negociado na BM&F.)

Segundo passo: visualizar o resultado da operação.

Despesa da operação (gasto com o prêmio):
Valor de liquidação do prêmio = valor do prêmio × número de contratos × U$50.000
VLP = R$110,00/US$1.000,00 × 10 × 50.000 = R$55.000,00

Mercado a vista
Valor da dívida × cotação do dólar ao final de três meses
500.000,00 × 2,70 = –R$1.350.000,00

Preço máximo pago pelo importador
Dívida × cotação do dólar + prêmio
500.000 × (2,20 + 0,11) = R$1.155.000,00

Operação com opções
10 × [2.700,00 – (2.200,00 + 110,00)] × 50 = R$195.000,00

Resultado do hedge
Mercado a vista + operações com opções = preço máximo pago pelo importador
–1.350.000,00 + 195.000,00 = R$1.155.000,00

O resultado acima reflete exatamente o desejo do importador de fixar o preço máximo de R$2,31/US$ para a compra de dólares.

Na operação com opção de compra (call), o comprador adquiriu um seguro para se proteger de eventual elevação no valor da moeda norte-americana perante o real. No exemplo, a cotação alcançou R$2,70/US$1,00, o seguro foi acionado e o importador, via mercado de derivativos, fixou o valor em reais de sua operação comercial. Caso o exercício não ocorresse, o importador teria despendido apenas o prêmio da opção.

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Sua mensagem (opcional):
Nome: Seu Email: (não será Publicado)
Site: (opcional)
Nofiticar por e-mail novos comentários neste tópico.

 
Publicidade

Jesse Livermore talvez seja o especulador mais conhecido do mercado americano. Muitos especuladores já incorporaram as lições dele porque elas são lógicas e fazem sentido. Com muita paciência ele só entrava na hora certa como uma serpente que sabe dar o bote, mas não sai correndo atrás da presa.

Nesta nota vamos analisar como num dia de operação o investidor pode aumentar os ganhos num montante que daria inveja a qualquer robot dos “High frequence traders” – jogadores de alta frequência.

O mercado financeiro é cheio de contradições. Os conflitos são constantes porque encerram nossos desejos instáveis de atuar como compradores e como vendedores. Enquanto nos outros mercados, os compradores aguardam os preços caírem pra comprar mais barato...

Aproveito a oportunidade para esclarecer que o alinhamento automático serve pra mostrar com mais clareza a direção do mercado...

Para apreciação de alguns e, talvez, irritação de outros, os gráficos e plataformas de operação são instrumentos valiosos para se acompanhar os mercados financeiros. Não consigo me afastar desses instrumentos...